Entenda a importância das boas práticas de comunicação no condomínio

Entenda a importância das boas práticas de comunicação no condomínio

Os empreendimentos imobiliários, assim como as empresas, precisam de uma gestão atenta a uma série de fatores para que tenham um bom andamento. E isso inclui a comunicação no condomínio. Os gestores, nesse caso os síndicos, precisam criar estratégias para manter uma relação saudável entre moradores e resolver possíveis conflitos que não são incomuns em ambientes de uso coletivo.

Do contrário, pode haver uma série de desentendimentos causados por falhas de comunicação, além de opiniões divergentes que não chegam a um acordo. Situações dessa natureza, como você pode imaginar, prejudicam o andamento das rotinas e também as relações de quem reside nos condomínios.

Importância da comunicação para a boa gestão

De acordo com Peter Duker, considerado o pai da administração moderna, mais de 60% dos problemas administrativos em uma empresa são relacionados à falhas na comunicação.

Por aí você já pode ter uma ideia da importância da comunicação no condomínio, que como dissemos deve ter uma gestão equivalente a um negócio.

Quando realizada de forma assertiva, a comunicação garante tanto a conciliação entre as partes, assim como a agilidade nas decisões e a satisfação dos condôminos.

Além disso, ao comunicar os planos de ação e as estratégias relacionadas ao condomínio, o síndico transmite confiança e transparência, contribuindo diretamente para uma imagem positiva de sua administração.

5 boas práticas para melhorar a comunicação no condomínio

Estabelecer relações positivas e harmoniosas, além de resolver conflitos, certamente não é uma tarefa fácil. Porém, apesar dos esforços necessários, investir em uma comunicação saudável entre todos os interessados evita que problemas maiores precisem ser contornados pela falta de entendimento e diálogo.

Quer saber com a comunicação no condomínio pode ser melhorada? Veja agora 5 atitudes que vão te ajudar a atingir esse objetivo:

1. Reuniões e assembleias frequentes

A princípio a ideia de assembleias e reuniões com mais frequência pode não soar tão bem, mas é nos encontros presenciais que se estabelecem os relacionamentos e o síndico pode tirar dúvidas, apresentar balanços financeiros e sugerir mudanças positivas condomínio.

Além disso, é nesses momentos que as decisões, sejam elas sobre manutenções, reformas, obras ou quaisquer outros assuntos de interesse coletivo, se tornam mais rápidas.

2. Livro de ocorrências

O “bom e velho” livro de ocorrências nunca sai de moda. Ele ainda é uma das ferramentas mais eficazes da comunicação no condomínio, já que funciona como um registro geral de rotinas e os condôminos podem se comunicar e tirar dúvidas com o síndico.

3. Comunicação visual

A comunicação visual é uma boa aliada da gestão condominial. Por meio de placas de sinalização, avisos destacados em caixas acrílicas, setas e outros elementos, é possível manter a organização e a ciência de moradores sobre proibições, manutenções, regimento, entre outros assuntos.

4. Ouvir

Se comunicar de forma assertiva compreende também o ato de ouvir. Portanto, para que a comunicação no condomínio realmente funcione, o síndico deve estar sempre aberto a escutar opiniões, sugestões e reclamações dos condôminos.

Sua postura em relação a esse tipo de abordagem abre caminho para que outros moradores participem ativamente das decisões do empreendimento. Além disso, cria-se um clima de camaradagem, confiança e satisfação, já que a gestão está pronta a dialogar com interesse.

5. Tecnologia

A tecnologia já está incorporada no dia a dia das pessoas e, justamente por isso, é uma ótima ferramenta para a comunicação no condomínio. Por meio de recursos como o e-mail, as mídias sociais e o WhatsApp, o síndico pode criar estratégias de relacionamento condizentes com as características de cada um dos canais.

Além disso, há sistemas que podem auxiliar a gestão, como os livros de ocorrências online, e os aplicativos que agilizam rotinas, como a emissão de segunda via de taxa de condomínio e o agendamento do salão de festas, por exemplo.

Essas estratégias favorecem otimizam tempo, favorecem o diálogo e facilitam a rotina de moradores e administradores.

Ampliar a comunicação no condomínio ficará mais fácil se você seguir as dicas que listamos acima.

As práticas relacionadas a gestão de condomínio não é fácil, e muitas vezes pode gerar dúvidas de quem é o responsável por algumas tarefas. Separamos outro post com informações valiosas de: quem é quem na administração do condomínio? Descubra!

 

 

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário