condominio sustentavel

Condomínio sustentável: sustentabilidade e economia

A sociedade está cada vez mais preocupada com as consequências de suas atividades, estilo de vida e padrões de consumo em relação ao meio ambiente. Por isso, diversos locais, inclusive residenciais, têm se atentado na implantação de medidas benéficas de preservação ambiental, como é o caso do chamado condomínio sustentável.

Ficou interessado em saber como funcionam esses empreendimentos e as vantagens de adotar as práticas em seu condomínio? Então acompanhe o nosso post!

Afinal, o que é sustentabilidade?

A sustentabilidade pode ser definida como uma série de atividades, ações e medidas feitas com o objetivo de minimizar os impactos humanos no meio ambiente.

Sabemos que diversos setores consomem recursos riquíssimos da natureza e, apesar de gerarem novas possibilidades para a sociedade, como o fornecimento de energia, alimentos e itens do dia a dia, ainda assim prejudicam a longo prazo o meio ambiente.

Por isso, essas medidas são importantes. Elas estabelecem uma série de parâmetros para tornar a atividade humana o menos invasiva possível para a natureza.

Quais os benefícios para o empreendimento e condôminos?

Há uma série de benefícios em adotar práticas sustentáveis em um condomínio, tanto para o planeta quanto para quem reside no local. Entre eles estão:

  • Economia na conta de energia;
  • Economia na conta de água;
  • Espaços mais arborizados;
  • Menos resíduos;
  • Implantação de sistemas inteligentes e tecnológicos.

Além disso, um condomínio sustentável pode ser um começo para mudanças de hábitos nas pessoas que moram no local, como também do bairro ou, até mesmo, da cidade.

Como fazer do condomínio um espaço sustentável?

Quando pensamos em sustentabilidade, a primeira coisa que nos vêm a mente é economia de recursos como energia e água. E, sim, esses pontos são muito importantes e devem ser considerados em todos os tipos de ambientes.

Entretanto, não são as únicas ações. Há uma série de medidas, inclusive estruturais, que podem ser adotadas por um espaço residencial que deseja se tornar um condomínio sustentável.

  • Instalação de tetos solares em espaços comuns – (telhas transparentes consistem em uma ótima aposta), pois possibilitam o aproveitamento da luz do Sol por mais tempo.
  • Implementação de sistemas inteligentes para a utilização de energia e água – como luzes sensoriais nos corredores e descargas acionadas de acordo com os resíduos.
  • Coleta seletiva e reciclagem de materiais. É essencial que o espaço ofereça os recursos necessários para que os moradores consigam realizar o descarte consciente dos lixos, como também a possibilidade de reciclar outros resíduos. Por exemplo, por que não aproveitar cascas de frutas e verduras como adubo?

Outras possibilidades consistem na instalação de painéis solares e aquecedores em espaços comuns, como piscinas.

Como o síndico pode ajudar na implantação de um condomínio sustentável?

O síndico possui um papel importante na implementação das ações sustentáveis e mudanças de hábitos em um condomínio. Desse modo, há algumas medidas que podem ser tomadas pelo administrador, como:

  • distribuição de informativos sustentáveis pelos prédios conscientizando sobre a importância de economizar recursos, como água e energia;
  • adoção dos recursos online para distribuição das pautas e informativos pontuais, diminuindo o consumo de papel;
  • instalação de lixeiras seletivas por todo o condomínio.

Pequenas mudanças são grandes passos em prol de uma sociedade mais sustentável e, consequentemente, para a preservação dos recursos naturais.

Agora que você já sabe como fazer o seu condomínio ser sustentável, confira aqui como que é feita a gestão ambiental.

 

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário