gerente predial

Gerente predial x zelador: Qual é a diferença?

Para quem vive ou trabalha em condomínios, uma dúvida muito comum é sobre a diferença na atuação de um gerente predial em relação ao zelador. Esse é o seu caso? Então você acaba de chegar ao lugar certo.

Acompanhe o nosso post e entenda o que diferencia os serviços dos dois profissionais!

O que faz um gerente predial?

O gerente predial pode ser comparado a um “super zelador”. Isso porque o profissional administra as atividades burocráticas, gerencia colaboradores, monitora o trabalho de prestadores de serviços, fica encarregado das manutenções, entre outras tarefas.

O objetivo é possibilitar que o síndico fique livre para tratar de outras atividades essenciais, como o relacionamento com condôminos.

Um gerente predial, assim como o zelador, atua como o braço direito do síndico na gestão condominial. O que os diferencia é que o gerente possui conhecimentos aprofundados sobre aspectos técnicos, como elétrica e hidráulica, assuntos burocráticos e gestão de pessoas.

Qual deve ser a formação de um gerente predial?

Não há uma formação específica exigida para a função de gerente predial. Porém, é indicado que o profissional tenha um curso superior em áreas como Engenharia e Administração, além de especializações relacionadas ao segmento condominial.

Além de certificações acadêmicas, é interessante que o gestor predial tenha algumas habilidades e características que auxiliam no exercício da profissão. São elas:

  • Liderança;
  • Empatia;
  • Responsabilidade;
  • Integridade;
  • Capacidade de se inter-relacionar;
  • Organização.

Quais são as atribuições desse profissional?

Assim como o zelador de condomínio, o gerente predial possui uma série de atribuições a serem realizadas diariamente.

Porém, como dissemos, como o gerente acaba exercendo uma atuação mais administrativa, acaba agregando outras funções. Veja quais são elas:

  • Gerenciar funcionários e prestadores de serviços;
  • Realizar orçamentos e procurar o melhor custo-benefício dos fornecedores;
  • Conhecer as normas técnicas e regras do condomínio;
  • Realizar ações de prevenção de combate a incêndios;
  • Ter conhecimentos sobre hidráulica e elétrica;
  • Acompanhar novidades e tendências do mercado em relação a condomínios;
  • Intermediar o contato entre síndico e administradora de condomínios;
  • Conhecer a fundo a Convenção e o Regulamento Interno do empreendimento onde atua;
  • Acompanhar a prestadora de serviços para averiguar o pagamento de funcionários terceirizados, para que o condomínio não precise arcar com possíveis problemas trabalhistas;
  • Inspecionar áreas comuns para analisar se precisam de manutenções. Em caso afirmativo, o gerente predial deve contratar profissionais habilitados para a realização dos serviços.

É importante frisar que, apesar de somar ao cotidiano do condomínio, a contratação de um gerente predial não é obrigatória, assim como é o caso do zelador.

É indicado contratar o profissional em condomínios que contenham muitas unidades ou que sejam de alto padrão, já que há grandes quantias em dinheiro a serem administradas. Mas, antes de tomar qualquer decisão, é importante averiguar a Convenção do condomínio para comprovar se não existem restrições sobre o assunto.

Esperamos que tenha entendido a diferença entre gerente predial e zelador. Você sabia que o cargo de Síndico profissional está em ascensão, conheça aqui o que muda na função especializada.

 

 

 

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário