Síndico, entenda quais são as responsabilidades do gestor do condomínio

Um condomínio precisa de um representante para que os interesses coletivos sejam administrados e organizados de tal forma que tenham um andamento satisfatório. Essa é uma responsabilidade do síndico, eleito por condôminos para atuar como um gestor do empreendimento.

As atribuições de um síndico são regulamentadas pela Lei 10.406/2002, do Código Civil, que estabelece as suas funções diretas, indiretas e relativas ao exercício da função. No geral, o síndico atua como o representante direto dos condôminos tanto em juízo quanto fora dele. Ou seja, no caso de processos judiciais e outros problemas é ele quem deve responder.

Quais são as atividades de um síndico?

O síndico é um indivíduo que exerce multifunções dentro de um condomínio. Entre elas estão:

  • organizar e convocar assembleias de moradores;
  • cumprir e fazer cumprir a convenção coletiva;
  • zelar pelas áreas comuns e supervisionar as prestações de serviços;
  • informar imediatamente os moradores sobre a existência de processos judiciais ou administrativos;
  • elaborar o orçamento e a prestação de contas anuais;
  • prestar conta na reunião de assembleia obrigatória anual e sempre que solicitado;
  • realizar o seguro condominial;
  • manter a harmonia e o bom relacionamento entre condôminos;
  • conciliar conflitos;
  • fazer a gestão dos colaboradores do condomínio.

Qual a diferença entre síndico morador e síndico profissional?

O síndico morador é eleito pelos condôminos e não precisa de formação específica, além de não receber salários e sim bonificações, como ajuda de custo ou isenção da taxa condominial.

Já o síndico profissional tem capacitação específica para a função, além de vivência de mercado e conhecimento de todos os processos necessários para o funcionamento de um condomínio. Nesse caso os salários variam conforme o porte do empreendimento e outros detalhes.

Como funciona a hierarquia dentro de um condomínio?

Para que as atividades ocorram conforme as expectativas, é essencial que os condomínios tenham níveis hierárquicos e responsabilidades bem definidas. Como dissemos, o síndico atua com o gestor, ou seja, o administrador de todos os colaboradores.

Abaixo dele estão subsíndicos, conselheiros, zeladores e demais funcionários, como porteiros e responsáveis pela limpeza.

Eleição e mandato do síndico

O Art. 1347 do Código Civil estabelece que o síndico, que pode ou não ser condômino, deve ser eleito pela maioria dos moradores durante assembleia. O prazo de mandato deve ser de dois anos, podendo ser renovado em votação.

A legislação diz também que pode haver no condomínio um conselho fiscal, composto por três moradores, eleitos em assembleia, com mandato que não pode ultrapassar dois anos. Esse é responsável para aconselhamento e controle das contas e da administração.

Características e qualidades do síndico de sucesso

Para ser um síndico, não basta apenas boa vontade. É essencial contar com algumas características e qualidades necessárias a esse indivíduo que será o responsável por representar os condôminos, comunicar-se com moradores e mediar conflitos.

Veja agora algumas delas:

  • organização para que não se perca em meio a inúmeros documentos com os quais deve lidar no dia a dia;
  • comunicação, que irá contribuir para uma gestão transparente, participativa e satisfatória;
  • liderança, pois deve gerir colaboradores, criar estratégias e tomar decisões importantes acerca dos interesses do condomínio;
  • honestidade para lidar com as receitas dos condôminos;
  • justiça e imparcialidade para mediar situações conflituosas;
  • confiança, considerada a base de qualquer tipo de relação;
  • firmeza ao expor argumentos, tomar decisões, fazer cumprir o regimento interno e tomar todas as outras atitudes necessários ao andamento satisfatório do condomínio.

Como você pôde comprovar, ser síndico não é uma tarefa fácil. Portanto, antes de eleger um representante ou pensar em se eleger na próxima assembleia, é necessário pesar prós e contras e ter a certeza de que será capaz de realizar todas as atividades necessárias para a função.

Do contrário, é mais indicado deixar o cargo para outro morador ou, ainda, analisar a possibilidade de contratar um síndico profissional.

As rotinas de um condomínio são importantes, por isso a importância de um braço direito para auxilia-ló! E as administradoras de condomínio faz esse papel, dando todo o suporte que o síndico precisa, conheça aqui suas 10 principais atribuições.

 

 

 

 

 

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário