Manutenção de elevadores

Manutenção de elevadores: prevenção é o melhor caminho

Os elevadores estão por toda parte. Não é difícil encontrá-los em condomínios, empresas, estações de metrô, grandes centros comerciais, prédios corporativos, entre outros. Porém, para que esses equipamentos tão funcionais tenham pleno funcionamento, além de evitar acidentes, é essencial estar em dia com os processos de manutenção de elevadores.

 

Apesar de parecerem assustadores para algumas pessoas, esses equipamentos são seguros e estão cada vez mais presentes na vida cotidiana. Estima-se que há cerca de 12 milhões de elevadores espalhados pelo planeta e o mercado tem desenvolvido novos modelos de forma constante.

 

Apenas em São Paulo, de acordo com dados divulgados pelo Sindicato das Empresas de Fabricação, Instalação, Modernização, Conservação e Manutenção de Elevadores do Estado de São Paulo (Seciesp), em 2016, cerca de 11 mil novos equipamentos foram instalados.

 

Incrivelmente práticos, os elevadores têm a função de transportar indivíduos, objetos e maquinários de um andar para o outro. Esse processo dispensa o uso das escadas e, ainda, evita a utilização de força humana para carregamento de materiais.

 

Entretanto, como qualquer outro tipo de maquinário, é essencial se atentar a manutenção de elevadores. Isso porque a carência pode ser responsável por graves acidentes.

Como realizar uma manutenção de elevadores adequada

No Brasil, espaços que utilizam o equipamento, sejam eles privados ou públicos, são obrigados por lei à realizarem a manutenção de elevadores, graças a NBR 15.597 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

 

Desse modo, antes de realizar a manutenção de elevadores, é essencial buscar por empresas e profissionais capacitados, garantindo que o serviço cumpra as normas exigidas por lei.

 

Há dois tipos de manutenções, sendo a preventiva e a corretiva. O processo preventivo consiste na manutenção periódica, de forma a manter todos os elementos funcionando corretamente, repondo materiais necessários e identificando com precisão qualquer tipo de problema que venha a surgir.

 

Já a manutenção de elevadores corretiva é realizada quando um defeito ou falha acontece, geralmente necessitando de ações interventivas.

 

 

Quais os benefícios de manter a manutenção de elevadores em dia?

Para começar, ao realizar a manutenção de elevadores periodicamente se garante a plena utilização do equipamento pelos usuários. Ou seja, há a eliminação ou redução dos riscos de ter um elevador parado e as pessoas ficarem sem um acesso confortável aos andares da edificação.

 

Veja outras vantagens:

 

  • diminui drasticamente o risco de acidentes;
  • evita instabilidades nos elevadores;
  • contribui para melhor conforto dos usuários;
  • auxilia na redução de custos, já que as medidas preventivas são bem mais acessíveis quando comparadas à outras intervenções.

 

É importante frisar que utilizar o equipamento com consciência pode diminuir a necessidade de medidas corretivas frequentes.

 

Grande parte das instabilidades acontecem por má utilização dos usuários. Desse modo, há algumas ações que podem ajudar nesse processo.

 

Entre elas estão evitar segurar a porta do elevador e não permitir a entrada de pessoas acima da sua capacidade.

Quando trocar o elevador?

Como citado anteriormente, o mercado de elevadores está em pleno crescimento e desenvolvimento, sendo responsável pela fabricação de equipamentos cada vez mais tecnológicos. Por esse motivo, diversas pessoas enxergam a necessidade de modernizar os elevadores nas edificações.

 

Entretanto, antes de decidir pela troca do equipamento, é essencial contar com a vistoria de um profissional da área. Isso porque a substituição do elevador está atrelada à toda estrutura da edificação. Desse modo, o processo deve ser realizado com toda a segurança e assertividade.

 

Nosso artigo sobre manutenção de elevadores foi útil para você? Com que periodicidade o serviço é realizado em seu edifício? Já houve problemas por falta de manutenção? Então para evitar esses transtornos o ideal é que o síndico faça a inspeção predial, confira como funciona.

 

Commentários (0)
Postar um comentário

Commentários (0)
Postar um comentário